Rio Grande do Norte, segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Carta Potiguar - uma alternativa crítica

publicado em 13 de abril de 2017

Vereador Cícero Martins enfrentará Comissão de Ética da CMN

postado por Carta Potiguar

O vereador Sandro Pimentel (PSOL) fará uma representação contra o vereador Cícero Martins (PTB) na Comissão de Ética da Câmara Municipal de Natal. O pedido partiu do episódio onde o vereador repercutiu uma notícia falsa durante a reunião da Comissão de Educação da Câmara na última segunda, 10.

Para Sandro Pimentel, Cícero usou de sua posição privilegiada como parlamentar para “disseminar informações falsas, ajudando a propagar desinformação contra pessoas que já sofrem, de maneira recorrente, com diversos tipos de preconceito”. (Foto: Elpídio Júnior)

Na ocasião, Cícero Martins leu em plenário, em transmissão ao vivo da TV Câmara, uma notícia de um portal conhecido por disseminar boatos em redes sociais. Pelo texto da matéria, um projeto que garantiria cotas para LGBTs em concursos públicos havia sido aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Algo que nunca aconteceu.

Cícero afirma que Sandro Pimentel quebrou o decoro parlamentar após Sandro classificar como homofóbicas as suas declarações feitas na Comissão de Educação. (Foto: Elpídio Jr)

Cícero foi enfático ao defender o texto falso durante a reunião da comissão. Segundo o vereador, ele só seria favorável a esse tipo de política “quando vir um homem engravidando ou menstruar”. Uma rápida consulta a mecanismos de busca revela que, desde janeiro de 2016, a notícia já havia sido classificada como boato por sites especializados.

Para o vereador do PSOL, Cícero usou de sua posição privilegiada como parlamentar para “disseminar informações falsas, ajudando a propagar desinformação contra pessoas que já sofrem, de maneira recorrente, com diversos tipos de preconceito”. Ao anunciar a representação, Sandro lembrou da responsabilidade que as pessoas públicas tem ao repercutir informações. “O que a gente fala ecoa muito rápido. A gente precisa ter responsabilidade, algo que o vereador não teve”, afirmou.

O vereador Cícero também representou na Comissão de Ética contra Sandro Pimentel, nesta quinta-feira (12). O PTBista afirma que o colega quebrou o decoro parlamentar após Sandro classificar como homofóbicas as suas declarações feitas na Comissão de Educação. Na sessão durante a sua fala, Cícero Martins afirmou que o episódio foi algo muito simples, que a imprensa local precisaria buscar o posicionamento do site que hospedou a matéria falsa e se posicionou mais uma vez contra as fictícias cotas para homossexuais.

Finalizando sua explanação, o vereador pediu desculpas a vereadora Natália Bonavides (PT) “mesmo estando certo” e solicitou que fosse retirado um folheto do gabinete da petista onde está escrito “Aqui é lugar de mulher”, pois o cartaz estaria incomodando suas assessoras. “É muito simbólico que uma folha de A4 incomode tanto o vereador”, declarou Bonavides. A vereadora também lembrou que ainda não houve uma retratação pública pela divulgação da matéria falsa por parte de Cícero Martins.

De acordo com Cícero Martins o cartaz não deixaria suas assessoras trabalharem em paz. (Foto: Reprodução)

Sobre o caso, o presidente da CMN, o vereador Raniere Barbosa (PDT), declarou que pedidos de “quebra de decoro” não podem ser banalizados e que trabalhará para evitar esse tipo pedido. “Decoro é algo muito grave que não podemos estar instrumentalizando. É o segundo decoro que apresento aqui em menos de 15 dias. Precisamos ir para o debate”.

 

Comments are closed.

Política

RN sangrando na Lava Jato

Política

#LavaJatoNoRN: Homem forte de Carlos Eduardo Alves encaminhava propina da Odebrecht