Rio Grande do Norte, segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Carta Potiguar - uma alternativa crítica

publicado em 3 de maio de 2017

CMN salva Carlos Eduardo mais uma vez

postado por Carta Potiguar

A conturbada sessão ocorrida na CMN na tarde desta terça-feira (02), contou com agressão contra estudantes e por mais uma prova de como Carlos Eduardo possui um poder quase infinito dentro da instituição. A Prefeitura fez uma manobra, publicando pela terceira vez o decreto de aumento da passagem, mas dessa vez com um novo número e anulando o documento original.

“A população não aceita esse aumento de 15%”, afirma Sandro Pimentel (Foto: Elpídio Jr)

Com essa nova numeração, a proposta da bancada de oposição da Câmara, que já contava com  17 assinaturas, faltando apenas três para aprovação, ficou sem efeito. O vereador do PSOL, Sandro Pimentel, apresentou um novo decreto legislativo ainda nesta terça-feira, porém 13 vereadores retiraram a assinatura, impedindo assim a votação em regime de urgência. “O prefeito fez um novo decreto com o mesmo mérito”, explicou Ranieri Barbosa. O texto segue sem data para votação em plenário e passará pelas comissões da Casa.

“A população não aceita esse aumento de 15%. Ficou claro aqui, que mais uma vez a manobra foi originada por Carlos Eduardo Alves, que construiu uma bancada de maioria, e que obviamente vai votar de acordo com a sua orientação”, desabafou Sandro em suas redes sociais e completa: “No país onde nós vivemos o contraditório deve acontecer e não podemos concordar com qualquer tipo de violência. É lamentável o que vimos aqui, estudantes sendo encurralados e agredidos covardemente. É inadmissível”.

Os vereadores que retiraram a assinatura foram:

Eudiane Macedo (SDD)
Felipe Alves (PMDB)
Júlia Arruda (PDT)
Dinarte Torres (PMB)
Ériko Jácome (PTN)
Luiz Almir (PR)
Carla Dickson (PROS)
Franklin Capistrano (PSB)
Dickson Jr (PSDB)
Raniere Barbosa (PDT)
Robson Carvalho (PMB)
Cícero Martins  (PTB)
Preto Aquino (PEN)

Vereadores que mantiveram as assinaturas:

Sandro Pimentel (PSOL)
Professora Eleika (PSL)
Natália Bonavides (PT)
Fernando Lucena (PT)

Veja aqui o vídeo da agressão contra os estudantes.

 

Comments are closed.

Cidades

Estudantes são agredidos durante sessão na CMN

Cidades

Candidato a vereador é condenado por discurso de ódio